A maioria das pessoas sabe que a prática de atividades físicas é capaz de aumentar o volume dos músculos do nosso corpo, mas o que poucas pessoas sabem é que os exercícios também promovem o fortalecimento dos ossos.

Você já deve ter ouvido falar que exercícios de impacto e atividades físicas pesadas fazem mal para as articulações e para os ossos, então qual das duas afirmações está correta? Afinal, é mesmo possível fortalecer os ossos?

Para sanar estas e outras dúvidas a respeito da relação entre exercícios e a saúde dos ossos do nosso corpo, acompanhe a leitura!

Qual a importância dos exercícios para os ossos?

Um dos efeitos do envelhecimento do corpo humano é a perda de densidade óssea ao longo dos anos, o que significa que nossos ossos ficam mais fracos, porosos e sujeitos a fraturas quando envelhecemos.

O enfraquecimento ósseo começa a partir dos 35 anos e, no caso das mulheres, se intensifica após o início da menopausa. Depois dessa idade, o nosso organismo perde cerca de 0,5% de massa óssea por ano. Isso significa que, caso não façamos algo para compensar essa perda óssea natural do nosso organismo, estaremos propensos a sofrer de osteoporose na velhice.

Como os exercícios físicos podem ajudar no fortalecimento dos ossos?

Sabemos que o consumo de cálcio e vitamina D ajuda a manter a saúde dos ossos, no entanto, só isso não é o suficiente para evitar e reparar a perda de massa óssea.

Durante muito tempo, acreditou-se que o paciente com osteoporose ou fraturas ósseas deveria evitar atividades físicas para minimizar a ameaça de lesões. Esta informação foi desmistificada com o passar dos anos, pois estudos mostram que doses frequentes de exercícios físicos, na verdade, ajudam no fortalecimento dos ossos e das articulações.

Nosso esqueleto, apesar de ser rígido, não é feito de pedra. Trata-se de uma estrutura viva, composta por células que estão em constante processo de renovação. As células conhecidas como osteoblastos são as responsáveis pela fabricação de mais tecido ósseo. Quando essas células trabalham sob demanda, ou seja, quando a ossatura passa por momentos de esforço, elas aumentam a produção de massa óssea.

Como iniciar um treinamento para fortalecer os ossos? 

Agora que esclarecemos a relação saudável entre a prática de exercícios físicos e o fortalecimento dos ossos, precisamos ressaltar que isso não significa que as pessoas com fraturas ou que sofrem de ossos porosos podem praticar qualquer tipo de atividade física indiscriminadamente.

Atividades de impacto moderado, como caminhadas, danças e musculação, são as mais indicadas para pessoas que já têm ossos fracos. Quem é jovem e não tem nenhuma lesão pode praticar atividades mais intensas para prevenir a perda óssea. Em ambos os casos, ter o acompanhamento de um profissional de educação física é imprescindível.

Agora que já esclarecemos esse mito de que os exercícios são nocivos para a estrutura óssea e mostramos que, na verdade, eles promovem o fortalecimento dos ossos, passe a ter mais cuidado com informações falsas sobre saúde e bem-estar. Existem muitas mentiras a respeito do mundo dos esportes e da prática de atividades físicas, portanto, fique sempre atento e procure informações de fontes confiáveis.

Achou este texto interessante? Gostaria de ler mais dicas sobre atividades físicas e bem-estar? Então, siga a Nadarte nas redes sociais e acompanhe as nossas postagens. Estamos presentes no Facebook, Instagram e YouTube.

Escrito por Academia Nadarte