A dieta e reeducação alimentar caminham juntas quando o assunto é estilo de vida saudável e emagrecimento. Entretanto, apesar da associação inicial, é preciso informar que esses dois tópicos apresentam pouco em comum.

Ambas as alternativas têm vantagens e desvantagens com relação aos objetivos estéticos e de saúde, e sem sombra de dúvidas, em algum momento, é preciso unir esses dois conceitos para que os melhores resultados sejam atingidos de maneira segura.

Antes de continuarmos, não podemos deixar de mencionar que a consulta com um nutricionista é aconselhável antes de qualquer alteração na sua alimentação.

Por isso, não deixe de ter um acompanhamento profissional antes de iniciar o seu programa de perda de peso ou ganho de massa muscular.

Abaixo, falaremos mais sobre o tema, informando as vantagens sobre cada dieta e reeducação alimentar, e explicando por que você deve se preocupar e entender com profundidade cada um desses termos. 

Pronto para saber mais a respeito? Continue sua leitura até o final!

A diferença entre dieta e reeducação alimentar

A princípio, dieta é a nomenclatura utilizada para informar os hábitos alimentares de um ser vivo.

Outra associação comum para esse termo é a ideia de “regime” ou de restrições (ou diretrizes), comumente utilizadas para a perda de peso, ganho de massa muscular ou normalização de algum marcador biológico, como o colesterol.

Já a reeducação alimentar significa que o indivíduo deve, literalmente, aprender a se alimentar corretamente, entendendo melhor as porções aceitáveis para cada tipo alimento e as melhores escolhas para sua qualidade de vida.

Em grande parte, a reeducação alimentar caminha junto de uma boa alimentação. Contudo, é preciso fazer uma distinção clara: na reeducação alimentar, a flexibilidade é encorajada e dificilmente há qualquer restrição de forma mais rígida.

Já em uma dieta, é possível que até mesmo um macronutriente, como os carboidratos, seja removido da alimentação.

As vantagens e desvantagens de cada abordagem

A princípio, as duas alternativas apresentam resultados positivos. Porém, é importante ficar atento sobre as particularidades de cada uma e entender o que é que você realmente precisa para alcançar seus objetivos.

Os aspectos positivos e negativos da dieta

No caso das dietas, as restrições são fundamentais para conseguir a perda de peso ou diminuir qualquer marcador biológico que possa causar danos à saúde.

Não existem atalhos. Por isso, se somente pensarmos na reeducação alimentar para garantir resultados, podemos falhar por conta da falta de um controle mais rígido. 

Contudo, todo esse controle mais rígido pode se provar desgastante a longo prazo, fazendo com que, muitas vezes, as dietas sejam soluções com “duração” reduzida para a maioria das pessoas.

Isso ocorre, principalmente, para aquelas que não possuem nenhum tipo de controle sobre porções e qualidade dos alimentos.

Os pontos positivos e negativos da reeducação alimentar

A reeducação alimentar, por outro lado, pode começar a gerar novos hábitos alimentares ao longo do tempo, fazendo com que o indivíduo passe a fazer escolhas cada vez melhores com base no seu conhecimento sobre os alimentos e o seu corpo.

As escolhas não são pautadas em restrições, mas naquilo que realmente importa para o organismo. Trocar um refrigerante comum para um “zero” (com moderação) já pode provocar boas mudanças, assim como optar por outra bebida mais saudável.

A ideia é, ao longo do tempo — e sem restrições claras —, modificar o comportamento para começar a se sentir bem.

O problema é que, quando fazemos isso, perdemos a eficácia de uma dieta pontual e que, rotineiramente, costuma gerar mais resultados estéticos e de saúde em curto espaço de tempo.

Como vimos, a melhor alternativa para a sua saúde é uma mistura dos dois conceitos. Uma boa alimentação depende de bons hábitos alimentares, assim como de um controle razoável sobre os alimentos que são ingeridos ao longo do tempo.

Vale mencionar que nenhuma das duas alternativas garantirão excelentes resultados se exercícios físicos não forem colocados em prática. Afinal, essa é outra variável importante para a qualidade de vida e saúde em curto, médio e longo prazo.

Gostou do post sobre dieta e reeducação alimentar? Compartilhe-o nas redes sociais!

Academia Nadarte
Escrito por Academia Nadarte